Após ser torturado, homem foge antes de ser queimado vivo - Mestiço News | Notícia de Verdade

DESTAQUES

PROPAGANDA

11/09/2017

Após ser torturado, homem foge antes de ser queimado vivo

Foto: Cidades na Net

Raimundo Francisco da Silva, o homem que foi sequestrado e torturado na última sexta-feira (8), escapou de ser morto carbonizado na mão dos torturadores. De acordo com o delegado Miguel Carneiro, da delegacia de Jaicós, Raimundo conseguiu escapar dos sequestradores momentos antes de ser queimado vivo, no estado do Pernambuco.

As informações foram dadas pelo próprio Raimundo Francisco, de 31 anos, ao delegado Miguel. Ele tem passagens pela Justiça sob acusação de ter estuprado uma jovem e, posteriormente, assassinado um homem que o teria pressionado sobre o crime de estupro. Durante a madrugada da última sexta-feira (8) Raimundo foi sequestrado de dentro de casa, localizada no município de Francisco Macedo, por três homens encapuzados e armados com pistolas.

De acordo com o delegado Miguel, Raimundo Francisco passou cerca de 3h nas mãos dos sequestradores. O homem foi amarrado e posto dentro do carro, e levado para o estado vizinho. Lá, foi espancado e ferido com faca. "Ele realmente tinha diversos hematomas e riscos de faca pelo corpo", relata o delegado Miguel. Raimundo contou à polícia que conseguiu escapar antes de ser assinado.

"Ele aproveitou um vacilo deles lá, quando estavam com um galão de gasolina para queimá-lo, e ele se desvencilhou deles e saiu correndo. Ainda atiraram nele, mas não acertaram", conta o delegado. No Pernambuco, o homem pediu dinheiro nas ruas até conseguir o suficiente para pagar uma van. "Ainda acabou de chegar num moto-taxi que pegou em Araripina", complementa o delegado.

Durante a manhã de sexta-feira, após perder Raimundo os sequestradores chegaram a sua casa e ameaçar a família dele, ainda encapuzados. Em depoimento Raimundo disse que não conseguiu identificar quem seriam os sequestradores.  Os ferimentos foram superficiais, e a vítima não precisou ser atendida em um hospital. Segundo o delegado Miguel, as agressões foram "mais psicológicas" do que físicas.

A polícia trabalha com a hipótese de que o sequestro seria motivado por vingança. "E são dois crimes, do estupro e do homicídio. Esse homem que foi morto era de outra família, por isso temos que trabalhar com duas linhas", disse o delegado Miguel Carneiro. Há ainda uma terceira hipótese, na qual a polícia ainda está trabalhando e não pôde dar detalhes, mas que teria relação com um prêmio de loteria.


Fonte: Portal O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE