CASO SUELLEN: justiça de Valença pronuncia acusado do assassinato - Mestiço News | Notícia de Verdade

DESTAQUES

PROPAGANDA

04/09/2017

CASO SUELLEN: justiça de Valença pronuncia acusado do assassinato

Jovem Suellen, assassinada em outubro de 2016
Foto:
Reprodução Facebook

O portal de notícias valencaonline.com foi informado que, o Juiz da Vara Única de Valença do Piauí, Juscelino Norberto da Silva Neto, decidiu pela pronúncia do Policial Rafael do Nascimento Oliveira Rosa, que integra a PM do Ceará, acusado de matar a estudante do Curso de Direito da Faculdade R.Sá, de Picos, Suellen Marinheiro Lula, no dia 15 de outubro do ano passado, na cidade de Valença do Piauí.

Dr. Juscelino Norberto, juiz da Vara de Valença do Piauí

O crime teve grande repercussão na microrregião e região valenciana, pois a estudante de 21 anos de idade era muito conhecida na cidade, e no dia do fato, a jovem estava promovendo uma festinha num pequeno clube de sua mãe, para arrecadar fundos para sua formatura, quando o policial chegou, segundo denuncia da Promotora de Justiça, o acusado pretendia ingressar na festa cujo ingresso era apenas R$ 5,00 (cinco reais), juntamente com 05 amigos, sem pagar, alegando que era policial militar.

Conforme a denuncia do Ministério Público, como foi barrado na portaria do clube, por se recusar a pagar o ingresso, o PM teve uma discussão com o irmão da vítima, tendo sacado uma arma tipo pistola e efetuado um disparo que atingiu a cabeça da estudante, que teve morte imediata.

Na decisão o magistrado argumentou que durante a instrução do processo, foram encontrados vários indícios que apontam o Policial como o autor do crime, razão pela qual decidiu pela pronuncia e manutenção da prisão preventiva do acusado, que se encontra custodiado no presídio militar em Teresina, e que deverá ser julgado pelo Tribunal Popular do Júri de Valença do Piauí, por homicídio duplamente qualificado.

Rafael (acusado) á esquerda; Suellen (vítima) à direita
Foto:
Divulgação
Entenda o caso aqui!

Fonte: valencaonline.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE