Coordenadora de vacinas do município informa população pimenteirense sobre a prevenção à febre amarela - Mestiço News | Notícia de Verdade

DESTAQUES

Seja bem vindo! Hoje é

19/01/2018

Coordenadora de vacinas do município informa população pimenteirense sobre a prevenção à febre amarela

Desde julho de 2017 já foram registradas 20 mortes por febre amarela no Brasil. A informação foi divulgada recentemente pelo Ministério da Saúde. O boletim epidemiológico anterior, do dia 8 de janeiro, mencionava quatro vítimas fatais da doença. Ou seja, os óbitos registrados aumentaram cinco vezes.

Os estados com maior número de registro de casos são Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Desde que o número de casos vem tendo crescimento significativo, diversos setores da imprensa vem informando os fatos e parte da população tem ficado preocupada sobre como reagir, no caso de uma possível epidemia. Porém, é preciso muita cautela e evitar o pânico, pois, a incidência de casos da doença tem alguns requisitos específicos, como é caso que ela só é transmitida por mosquitos infectados que possam ter contato com alguém e esse contato está mais relacionado com algumas áreas específicas do Brasil, a exemplo das áreas florestais.

Estivemos conversando com a coordenadora de vacinas do município de Pimenteiras, Mayara Steffani, e a mesma ressaltou que a população pimenteirense pode ficar tranquila, pois, o município não se encontra no mapa de risco.

Enfermeira Mayara Steffani -  Coord. de Vacinação do município
Foto:
Reprodução Facebook/Pessoal
Com o aumento da incidência de casos e com a velocidade das informações, a população tem estado preocupada, mas segundo Mayara, as possibilidades de haver incidências de febre amarela em Pimenteiras são remotas, haja vista que o município se localiza bem distante da zona considerada como setor de alerta no estado do Piauí.

Segundo nota da SESAPI, embora o Piauí não apresente circulação do vírus da Febre Amarela, o Ministério da Saúde elegeu como áreas prioritárias 57 municípios do Estado, que fazem fronteiras com estados que apresentam casos confirmados e de riscos, e pelo fluxo migratório que os municípios mantêm com estes estados, deixa uma preocupação constante, necessitando de uma sensibilização maior por parte dos gestores e autoridades competentes quanto a situação. No entanto, a atenção maior vale para os municípios que estão localizados na zonas fronteiriças do estado com os estados da Bahia e do Maranhão.

Os principais municípios piauienses que requerem cuidados por parte das autoridades de saúde são: Avelino Lopes, Barreiras do Piauí, Caracol, Corrente, Cristalândia do Piauí, Curimatá, D. Inocêncio, Dirceu Arcoverde, Fartura do Piauí, Guaribas , Júlio Borges, São Raimundo Nonato e Sebastião Borges municípios que fazem fronteira ao Estado da Bahia, onde existe registro de epizootias de Primatas não Humanos ( macacos).

Neste caso, a única possibilidade de haver o registro de incidência de Febre Amarela em Pimenteiras é se, por acaso, algum morador do município viajasse a algum dos municípios da chamada zona de alerta e lá fosse infectado e trouxesse o vírus consigo.

Para isto, a enfermeira Mayara Steffani informou que a secretaria de saúde estará disponibilizando as vacinas para as pessoas que farão viagens a alguma das regiões que carecem alerta ou para aquelas pessoas que ainda não tomaram a vacina durante a sua vida e que, por via das dúvidas, queiram ser imunizadas. Lembrando que a vacina contra a Febre Amarela se constitui de uma única dose durante toda a vida, ou seja, alguém que já tomou a vacina anteriormente não carece repetir a dose.

Para os pimenteirenses que precisarem tomar a vacina é só procurar ser vacinado na Secretaria de Saúde ou no Hospital Mônica Reis Dantas, sempre na parte da manhã.


Veja no quadro abaixo as informações que você precisa saber sobre a vacina:


Ouça o áudio abaixo e veja as informações: 

Fonte: Blog Mestiço News

Nenhum comentário:

Postar um comentário