Mãe da menina assassinada em Pimenteiras está grávida de 04 meses - Mestiço News | Notícia de Verdade

DESTAQUES

Seja bem vindo! Hoje é

22/02/2018

Mãe da menina assassinada em Pimenteiras está grávida de 04 meses

Amanda Kelly (à esquerda) mãe de Nicolly (à direita)
Foto:
Montagem/Reprodução Facebook Amanda Kelly
Amanda Keli, mãe da pequena Nicole Gabriel, morta apunhalada pelo próprio pai, Leonardo Silva, em Pimenteiras nessa quarta-feira (21), está gravida de 04 meses.

A informação foi confirmada por familiares durante o sepultamento da criança nesta manhã de quinta-feira (22), no Cemitério São Benedito em Valença.

Amanda Keli passou mal durante o sepultamento da filha e foi levada para o hospital regional onde permanece internada. O crime teve ampla repercussão devido à crueldade do homicídio.

Nicole Gabriel completou um ano de idade no ultimo dia 13 de fevereiro. A missa de corpo presente foi realizada na Igreja de São Francisco no bairro Cohab. Familiares não confirmaram se o pai do filho que Amanda Keli está esperando é de Leonardo Silva. Os dois estavam separados. As testemunhas do crime serão ouvidas nesta sexta-feira (23) pelo delgado Dr. Daniel Alves.


Entenda o Caso

Durante a manhã da última quarta-feira (21/02) a cidade de Pimenteiras foi surpreendida por um crime bárbaro. Um homem identificado por Leonardo Daniel (23 anos) matou a golpes de punhal a própria filha Nicole de apenas 01 ano de idade.

O acusado do crime e pai da criança, Leonardo Daniel, seria usuário de drogas e paciente do CAPS de Pimenteiras.

A motivação do crime teria sido porque Leonardo havia tido um relacionamento com a mãe da menina Nicole, uma moça de nome Amanda, mas ambos haviam se separado, só que o acusado não aceitava o fim da relação.

Segundo informações prestadas pelo o comandante do GPM de Pimenteiras, sargento Cruz, ao site V1, quando o mesmo ficou sabendo que o pai estava com um punhal ameaçando sua própria filha ele pediu reforço à PM de Valença (pois o mesmo se encontrava sozinho) e se deslocou até o local.  Chegando ao local do ocorrido, presenciou a cena do pai de posse de um punhal, impondo-o em direção ao corpo da filha que estava em seus braços.

Após manter uma conversa com o sargento, o acusado pedia pra o policial se afastar enquanto ele recuava com a criança para o quintal da residência, onde esfaqueou a criança. Logo depois ele se entregou.

Com informações do Portal V1

Nenhum comentário:

Postar um comentário