Em Picos, ex-presidiário é morto logo após sair da prisão - Mestiço News | Notícia de Verdade

DESTAQUES

Seja bem vindo! Hoje é

29/03/2018

Em Picos, ex-presidiário é morto logo após sair da prisão

Biô foi assassinado poucos horas após deixar
o presídio
Por volta das 13h40 da última quarta-feira, 28, foi registrado o segundo homicídio do ano, em Picos. O crime aconteceu na Rua São Jorge, no bairro Aerolândia.

Francisco José da Silva, mais conhecido como Biô, havia acabado de deixar a prisão e subia a ladeira com destino a residência da sua família, quando foi alvejado por disparos de arma de fogo, e veio a óbito no local.

A Polícia Militar está no local e isolou a área para que o trabalho da perícia criminal seja realizado.

Informações extraoficiais, repassadas por populares no local do crime, apontaram que o crime foi cometido por uma dupla em uma motocicleta.

A Polícia não divulgou informações sobre os possíveis autores do crime ou a motivação do mesmo.

A vítima estava presa há mais de seis meses na Peniténciaria Major Cesár Oliveira no regime semi aberto.

Homicida

Bio já foi preso em 2013 por tráfico de drogas, além disso, ele já cumpriu pena por outros crimes. Ele foi acusado de assassinato na cidade de Arcoverde, estado do Pernambuco e de outro homicídio em Picos.

Este último homicídio ocorreu por volta das 3:30 da madrugada de 10 de outubro de 1999, na boate Casa Amarela, que à época funcionava próximo ao Hospital Regional Justino Luz. A vítima, o estudante Jomásio dos Santos Barros, filho do médico já falecido e ex-prefeito de Bocaina, José Luís de Barros, foi morto com três tiros de revólver calibre 38.

Após praticar o crime Biô fugiu para São Paulo e foi preso mais de um ano depois. Mesmo alegando legítima defesa, ele foi submetido a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri da Comarca de Picos em abril de 2001 e condenado a 13 anos e seis meses de reclusão. Depois de cumprir mais de seis anos da pena, foi submetido a novo julgamento pelo Júri Popular e acabou absolvido.

Fonte: Picos 40 Graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário