Dupla é presa suspeita de embriagar e estuprar adolescentes - Mestiço News | Notícia de Verdade

DESTAQUES

PROPAGANDA

20/12/2018

Dupla é presa suspeita de embriagar e estuprar adolescentes

Dois homens foram presos suspeitos de embriagar e estuprar duas adolescentes de 15 anos em novembro deste ano, em Manaus. Segundo a Polícia Civil, um dos suspeitos, um industriário de 30 anos, era cunhado de uma das vítimas. A prisão dos dois aconteceu nesta quarta-feira (19).

Dupla foi presa em Manaus após adolescentes denunciarem estupro
— Foto:
Indiara Bessa/G1 AM
De acordo com a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o crime ocorreu no dia 8 de novembro deste ano. As investigações iniciaram após as vítimas comparecerem à unidade policial e registrarem um Boletim de Ocorrência por estupro.

A delegada Joyce Coelho, titular da Depca, informou que o crime aconteceu após um dos suspeitos simular um passeio com a vítima, que era cunhada dele.

"Ele sugeriu que a familiar dele levasse uma colega e elas aceitaram e pensaram que teria a presença de outros familiares, inclusive da esposa do suspeito [irmã da vítima], só que quando elas chegaram no carro so tinham dois homens, o familiar e o amigo. Eles foram travando as portas e elas não conseguiram mais descer e desde então elas foram conduzidas para um motel na [avenida] Grande Circular", afirmou.

Os dois suspeitos já tinham comprado bebidas alcoólicas e forçaram as duas adolescentes a beber.

"Eles entraram no mesmo quarto e, com o som muito alto, praticaram o crime, que foi um crime muito violento, o relato foi muito violento e está comprovado também em laudo de IML, por isso a prisão temporária", disse a delegada.

Os dois trancaram as vítimas quarto e cometeram os estupros. Logo depois, deixaram as vítimas em frente à escola onde estudavam e as ameaçaram de morte caso fizessem a denúncia.

Ainda segundo a delegada, familiares da outra adolescente suspeitaram do seu comportamento, foi quando ela contou sobre o crime. As duas foram até a delegacia apenas no dia 30 de novembro realizar a denúncia. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) comprovou o crime.

Fonte: G1/AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE