Homem morre eletrocutado após tentar fazer "gato" na fiação elétrica - Mestiço News | Notícia de Verdade

DESTAQUES

PROPAGANDA

07/01/2019

Homem morre eletrocutado após tentar fazer "gato" na fiação elétrica

O eletricista Francivaldo da Costa Oliveira, de 46 anos, morreu eletrocutado no fim da tarde de segunda-feira, após subir em um poste de iluminação pública na rua Marte, no bairro Satélite, na zona Leste de Teresina. As informações são do portal Meio Norte.

O tenente Nélio, do Corpo de Bombeiros, disse que Francivaldo da Costa Oliveira estava fazendo uma ligação de energia elétrica clandestina, já que não fazia parte de nenhuma equipe da distribuidora de energia do Piauí Equatorial.

Segundo ele, o médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência constatou quer Francivaldo da Costa Oliveira morreu em consequência de descarga elétrica que sofreu quando foi fazer uma ligação de energia clandestina e estava sem equipamentos de segurança.

“Ele não fazia parte de nenhuma equipe da Eletrobras (Equatorial), então, com certeza , estava fazendo uma ligação clandestina. Ele estava apenas com cinto amarrado na cintura e no poste de energia elétrica e um alicate. Fazendo esse serviço, sem segurança, morreu da descarga elétrica”, falou o tenente Nélio.

O Jornal Meio Norte e o Portal Meio Norte publicaram, no domingo e na segunda-feira, reportagem, que ganhou manchete, informando que levantamento feito pela empresa Equatorial e o Grupo de Repressão ao Crime Organizado da Secretaria Estadual de Segurança Pública apontou que existem no Piauí 128 mil ligações de energia elétrica clandestinas, entre gatos e gambiarras, somando prejuízos de R$ 280 milhões, sendo que R$ 100 milhões na capital, Teresina,

A amiga e vizinha de Francivaldo da Costa Oliveira, Maria do Desterro, disse que ele era um eletricista experiente e estava fazendo uma ligação clandestina para algum morador da rua Marte.

“Nós éramos amigos, éramos vizinhos e a gente praticamente cresceu juntos, quase como irmãos”, falou Maria do Desterro.


O Corpo de Bombeiro e do Instituto de Medicina Legal -IML foram acionados para fazerem a remoção do corpo de Francivaldo da Costa Oliveira, que ficou preso no poste de iluminação pública.

A empresa Equatorial foi acionada para certificar que a energia elétrica foi suspensa na região para a retirada do corpo preso ao poste de iluminação pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE