Manuela D'Ávila intermedia ligação entre hacker e Glenn Greenwald - Mestiço News | Notícia de Verdade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PROPAGANDA

27/07/2019

Manuela D'Ávila intermedia ligação entre hacker e Glenn Greenwald

Manuela D'Ávila é ex-deputada federal (PCdoB-RS)
A ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) confirmou ter passado o contato do jornalista Glenn Greenwald para o suposto hacker preso pela Polícia Federal na última terça-feira (23/07/2019) Walter Delgatti Neto. Através de uma publicação no Twitter, a ex-deputada federal falou que, em 12 de maio, foi comunicada pelo aplicativo Telegram que seu aparelho celular havia sido invadido. Neste momento, recebeu mensagens de uma pessoa, que ela ser desconhecida, que teria informações sigilosas e queria divulgar o material sem receber pagamentos ou vantagens.

Logo após, Manuela afirma ter passado o contato do jornalista por ter medo de ser uma “armadilha montada pelos adversários políticos”. Ela encerra dizendo que desconhece a identidade da fonte e que entregará para a Polícia Federal a cópia das mensagens que recebeu no aplicativo.

Suspeito de hackear autoridades brasileiras, o “Vermelho” detalhou, em depoimento à Polícia Federal, o caminho usado para chegar até as mensagens envolvendo o ministro da Justiça, Sergio Moro, e procuradores da Operação Lava Jato. A íntegra do documento foi obtida pela TV Globo e divulgada na tarde desta sexta-feira (26/07/2019).

À Polícia Federal, Delgatti afirmou que conseguiu contato com o jornalista por meio da ex-deputada federal. O telefone de Manuela foi obtido por meio da agenda da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Já o telefone da ex-presidente petista, Vermelho conseguiu por meio do ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão (MDB), mas não soube dizer como obteve o contato.

Procurado pela revista Veja, Greenwald não quis comentar o depoimento em que Delgatti cita Manuela. O responsável pelo site The Intercept Brasil, portal que divulgou as mensagens vazadas, afirmou que não daria informações que pudessem identificar o intermediário sem que tivesse uma autorização prévia. Greenwald se limitou a dizer que a pessoa responsável pela intermediação é de esquerda, tem formação em jornalismo e não exerce a profissão.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PUBLICIDADE